Cotidiano

Registros de casamento e nascimento recuam em 2020, diz IBGE

Na comparação com 2019, o número de casamentos civis caiu 26,1% e o de nascimentos, 4,7%

Pâmela Lima

Há 69 dias


O estado com queda mais intensa é o Nordeste (Foto:Pexels)
O estado com queda mais intensa é o Nordeste (Foto:Pexels)

Levantamento - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou nesta quinta-feira (18) que o número de registros de casamentos e nascimentos diminuiu em 2020. Na comparação com 2019, os casamentos civis caíram 26,1%, passando de 1.024.676, em 2019, para 757.179 em 2020. As regiões com índice elevado de queda são o Nordeste (27,8%) Centro-Oeste (27,7%) e Sudeste (27,3%).

O mesmo movimento de retração ocorreu nos registros de nascimentos: - 4,7%. O número de nascimentos ficou em 2.728.273 no ano passado. Houve queda no Norte (-6,8%), Nordeste (-5,3%), Centro-Oeste (-4,7%), Sudeste (-4,3%) e Sul (-3,1%). Os estados mais afetados foram Amapá (-14,1%), Roraima (-12,5%), Acre (-10,0%) e Amazonas (-7,4%).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Já vínhamos observando uma tendência na queda das taxas de natalidade. Em 2016, ano de epidemia do zika vírus, houve uma queda mais elevada, acima de 5%. Mas, em 2019, em que não houve nenhum evento demográfico dessa importância, também tivemos redução dos nascimentos. Em 2020, contudo, cabe ressaltar que a pandemia pode ter agravado o adiamento dos registros, por conta da dificuldade de deslocamento até os cartórios. Então, pode ser que uma parte dos 133 mil registros de nascimentos a menos tenha apenas sido postergado”, detalhou a gerente das Estatísticas do Registro Civil do IBGE, Klivia Brayner, ao G1.

O levantamento indicou ainda que o número de mulheres que adiam a maternidade para depois dos 30 anos aumentou na comparação entre 2010 e 2020. Nos anos 2000, 76,1% das mães tinham menos de 30 anos. Em 2020, esse percentual caiu para 62,1%. Por outro lado, o percentual de mães com idade entre 30 e 39 anos passou de 22% em 2000 para 34,2% em 2020.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

PUBLICIDADE