Notícias

Covid-19

Quatro capitais devem liberar a volta às aulas até julho

Fortaleza, Manaus, Rio de Janeiro e São Luís se preparam para receber os alunos nas escolas

Pâmela Lima

2020-06-05 09:43:05


Em Belo Horizonte, Belém, Recife, Porto Alegre, Boa Vista e Florianópolis, as aulas estão suspensas por tempo indefinido (Freepik)

Aos poucos, o Brasil está retomando as atividades e encerrando progressivamente a quarentena. Pelo menos quatro cidades pretendem retomar as aulas presenciais nas escolas. São elas: Fortaleza, Manaus, Rio de Janeiro e São Luís. Os decretos que suspendem o ensino presencial perdem a validade neste mês, segundo levantamento promovido pelo G1.

O ensino virtual foi adotado pelas escolas do país em março, quando ocorreu a primeira morte pela covid-19. No entanto, os estudantes devem voltar a frequentar as escolas a partir de junho. Em São Luís, a aula presencial vai recomeçar no dia 15 de junho de forma escalonada. O Rio de Janeiro também receberá os alunos nas escolas de forma progressiva a partir do dia 2 de julho. A capital do estado do Amazonas, Manaus, pretende retomar as aulas no dia 6 de julho. Em Fortaleza, a expectativa é que os alunos estejam nas escolas a partir do dia 20 de julho.

A capital do Maranhão optou por reabrir as escolas primeiramente para as terceiras séries do ensino médio e períodos finais das instituições de ensino superior até sucessivamente chegar aos alunos mais novos. O Rio fez o inverso e recomeça a abertura pelas creches, seguindo para pré-escola, ensino fundamental e superior.

Os decretos de suspensão das aulas terminam em junho nas cidades de Maceió (12 de junho), Cuiabá, João Pessoa (ambas em 14 de junho), Rio Branco (15 de junho), Salvador (21 de junho), Aracaju, Macapá, Vitória, Campo Grande, Teresina, Porto Velho (30 de junho), Natal (6 de julho) e Palmas (30 de julho).

As aulas devem retornar Brasília, Goiânia, Curitiba e São Paulo no mês de agosto, dependendo da evolução do contágio pela covid-19. Em Belo Horizonte, Belém, Recife, Porto Alegre, Boa Vista e Florianópolis, as aulas estão suspensas por tempo indefinido. O Ministério da Saúde registrou nesta quinta-feira (4) 34.021 mortes e 614.941 casos do novo coronavírus.

Com informações do G1

Tags

Relacionadas