PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Notícias

Tragédia

Homem é preso suspeito de matar os três filhos

Gabriel, de 9 anos; Fernanda, de 14 anos, e Lorenzo, de 2 anos, foram enterrados hoje (18) no Cemitério Municipal de Poá, no interior de São Paulo

Pâmela Lima

19/02/2021 23h00


Os três filhos adotivos de um casal homoafetivo morreram em um incêndio ocorrido na quarta-feira (17) em Poá, no interior de São Paulo. As crianças foram adotadas em 2014 e em 2019 pelo casal, que decidiu se separar e dividia a guarda dos filhos. No momento do incêndio, os três estavam com Ricardo Reis de Faria e Vieira.

O delegado Eliardo Jordão informou que uma testemunha do incêndio ouviu gritos de socorro. Segundo a vizinha, uma das crianças gritou: “Pai, não deixa eu morrer aqui”. O delegado disse que o pai foi preso por contradições no depoimento. Ricardo disse aos policiais que acordou com o cheiro da fumaça e não com os gritos dos filhos.   

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Quando cheguei juntamente com a equipe, a casa toda [estava] incendiada. Realmente uma imagem muito forte, principalmente quando a gente ingressou no quarto dessas crianças onde os três estavam mortos naquele quarto. Aquela imagem que eu não queria ter presenciado, infelizmente aconteceu. Uma situação absurda”, revelou Jordão.

O quarto das crianças estava trancado e havia grades nas janelas. “O bebê não era comum dormir nesse quarto. São algumas versões, contradições que ao longo do dia estamos checando. O quarto estava trancado, outro fato que temos que esclarecer, quem trancou e por que estava trancado?”, apontou o delegado.

Quando percebeu o incêndio, Ricardo foi até a delegacia, que fica perto da casa, pedir socorro, porque ele não conseguia entrar no quarto. “Ele veio pedir socorro na delegacia, porque as crianças estavam trancadas lá e ele não conseguia arrombar a porta. O policial civil foi até a casa e arrombou a porta. Em razão das chamas, não conseguiu avançar até o quarto, ingressar no quarto”, revelou o delegado.

Leandro José Reis de Farias e Vieira, pai das crianças, mora em Mogi das Cruzes compareceu ao sepultamento dos filhos. Os corpos de Gabriel Reis de Faria e Vieira, de 9 anos; Fernanda Verônica Reis de Faria e Vieira, de 14 anos, e Lorenzo Reis de Faria e Vieira, de 2 anos, foram enterrados no Cemitério Municipal de Poá.

Com informações do G1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tags

Relacionadas


PUBLICIDADE