Notícias

Lei

Noruega exige que influenciadores não postem fotos editadas sem aviso prévio

A medida é uma forma de evitar a disseminação de imagens enganosas

Maria Fernanda Mota

20/07/2021 22h15


A intenção é que os jovens ?reduzam a pressão sobre a aparência de seus corpos? (Foto: Reprodução)
A intenção é que os jovens ?reduzam a pressão sobre a aparência de seus corpos? (Foto: Reprodução)

A Noruega implementou uma lei que exige que pessoas públicas não postem fotos editadas ou com filtros sem informar aos seguidores eventuais alterações na imagem. As regras entraram em vigor e valem para qualquer publicação paga em plataformas de mídias sociais. A intenção é que os jovens ‘reduzam a pressão sobre a aparência de seus corpos’. 

A influenciadora norueguesa Madeleine Pedersen, de 26 anos, apoiou a iniciativa. “Há muitas pessoas que se sentem inseguras com o próprio corpo ou o rosto. Eu mesma já lutei com problemas corporais devido ao Instagram no passado. A pior parte é que nem sei se as outras garotas que eu admirava editaram suas fotos ou não. Então, todos nós precisamos de respostas, precisamos de uma lei como essa", afirmou ao Rádio 1 Newsbeat da BBC.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A blogueira revelou que não sente necessidade de editar sua aparência e que utiliza apenas "a luz, as cores e a nitidez para uma melhor ambientação". Ela garantiu ainda que nunca usaria um aplicativo para mudar seu rosto ou seu corpo. "Entre outras coisas, identificar a publicidade retocada ou manipulada mostra que o corpo da pessoa naquela peça se desvia da realidade em termos de forma, tamanho ou aparência",  explicou a norueguesa.

A legislação é valida para filtros no Snapchat ou Instagram. Pedersen acredita que os novos requisitos tornarão os influenciadores menos propensos a alterar digitalmente suas fotos. "Eles ficarão com vergonha de admitir, então, editarão menos", opinou. "Você é linda. Não jogue isso fora pelo gosto e pelas preferências de outras pessoas. Isso não reflete a vida real", acrescentou a influencer. 

Um estudo realizado por parlamentares do Reino Unido descobriu que a maioria dos menores de 18 anos acreditava que as fotos publicadas nas mídias sociais influenciavam "extremamente" sua imagem corporal. Apenas 5% dos adolescentes que participaram da pesquisa disseram que não pensavam em mudar a própria aparência com dietas ou cirurgias.

PUBLICIDADE
Curtir
Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

PUBLICIDADE