Espiritualidade

Mãe dá à luz no quarto mês de gestação e bebê sobrevive: 'Ela foi um verdadeiro milagre da Virgem'

Milagros nasceu com 17 semanas e pesando 870 gramas

Pâmela Lima

Há 4 dias


O caso ocorreu no Paraguai (Foto: Pexels)
O caso ocorreu no Paraguai (Foto: Pexels)

Milagre - A pequena Milagros María Auxiliadora, de 6 meses, não recebeu este nome por acaso. Ela nasceu no dia 24 de maio quando sua mãe ainda estava no quarto mês de gestação, em um hospital no Paraguai. Mercedes Toledo, mãe dela, contraiu o novo coronavírus e teve graves complicações. Em uma tentativa desesperada de salvar ao menos o bebê, os médicos fizeram o parto.

A mãe faleceu cerca de um mês depois, no dia 30 de junho. Milagros chegou ao mundo com 780 gramas e os médicos não tinham esperança de que ela pudesse sobreviver. Na época, o país atravessava um dos piores momentos da pandemia. “Os médicos acharam necessário remover minha bebê do ventre de sua mãe, pois ela estava em uma posição em que pressionava os pulmões de minha esposa. Disseram-nos que a minha filha não tinha chances de sobreviver, mas para surpresa deles Milagros nasceu cheia de vida”, disse Edgar Gallardo, pai da menina, em entrevista para a Aleteia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Além das circunstâncias difíceis do nascimento, Milagros ainda teve de esperar algumas horas até surgir vaga na UTI neonatal em Assunção. Os médicos tiveram de fazer oxigenação manual na criança por mais de 14 horas até a chegada da bebê no Hospital Central do Instituto do Seguro Social.

Os médicos não estavam preparados para receber a bebê, pois, devido ao seu fraco desenvolvimento gestacional, as chances de sobrevivência dela eram nulas para a ciência. Eles nos disseram que seus pulmões não estavam desenvolvidos e que não devíamos ter delírios. Foi uma medida para salvar minha esposa”, disse Edgar. Ela ficou quatro meses na UTI e teve várias complicações de saúde.

Diante da gravidade do caso, o pai da menina a entregou aos cuidados de Nossa Senhora Auxiliadora. “Nós a chamamos de Milagros María Auxiliadora porque ela foi um verdadeiro milagre da Virgem. Nossa vida desabou com a morte da mãe dela, mas minha princesa me dá forças para seguir em frente”, afirmou Gallardo.

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Curtir
Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

PUBLICIDADE