Notícias

Bizarro

Grupo queima pintura original de Picasso e vai leiloar versão digital

A obra foi comprada pelo grupo em abril deste ano em leilão na Christie's por cerca de US$ 20 mil

Pâmela Lima

22/07/2021 11h00


O grupo alegou em nota que o quadro viverá para sempre no blockchain (Foto: Reprodução)
O grupo alegou em nota que o quadro viverá para sempre no blockchain (Foto: Reprodução)

O coletivo responsável pelo proejto The Burned Picasso queimou a pintura original de uma obra do artista espanhol Pablo Picasso. Eles promoverão o leilão da versão digital da obra (em NFT [token não-fungível]) e o que sobrou da tela “Fumeur V”, de 1964, até o dia 31 de julho, por meio do site Unique One.

O grupo alegou em nota que o quadro viverá para sempre no blockchain (uma espécie de mercado virtual). “Na verdade, é uma coincidência que o ato físico de ‘queimar’ também esteja relacionado à ‘censura’. Da perspectiva do blockchain, queimar é o que fazemos para transformar o valor de um lado para o outro […] Com o Burned Picasso, a Fractal Studios está dando um passo adiante ao reconhecer a realidade como uma rede”, diz a nota publicada na página do grupo.

O original de 1964 (Foto: Reprodução)
O original de 1964 (Foto: Reprodução)
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Ao queimar o Picasso e cunhar seu NFT correspondente, o NFT se torna a reserva de valor e a proveniência da obra de arte original passa para a Web3.0. Assim, embora possa significar coisas diferentes para pessoas diferentes […] a destruição do Picasso é necessária para unir seu valor e proveniência a outra versão”, completa o texto.

A obra foi comprada pelo grupo em abril deste ano em leilão na Christie's por cerca de US$ 20 mil.


PUBLICIDADE
Curtir
Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

PUBLICIDADE