PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Notícias

Avassalador

Flamengo goleia o Madureira e retoma a liderança da Taça Guanabara

Rubro-Negro faz 5 a 1 e domina o adversário

Guilherme Cardoso

06/04/2021 18h45


Arrascaeta se livrando da marcação (Foto: Alexandre Vidal/CRF)
Arrascaeta se livrando da marcação (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

Madureira e Flamengo duelaram na noite de ontem pela 8° rodada da Taça Guanabara. O segundo jogo dos titulares do Rubro-Negro foi com goleada e um belo futebol apresentado. O favorito para conquistar o campeonato Carioca fez 5 a 1 sem dificuldade alguma no Tricolor Suburbano. Os gols foram de Gabigol (2), Arrascaeta, Diego e Gerson. Luiz Paulo fez para o Madureira.

Como de costume, o Flamengo iniciou o jogo fazendo muita pressão no Madureira. Muitos ataques e poucos sustos defensivamente. A primeira boa chance foi com Everton Ribeiro aos, 2 minutos. Após lançamento de Filipe Luís, a redonda sobrou para o camisa 7, que pegou mal na bola e chutou fraco para a defesa de Felipe Lacerda. Aos 7, um gol mal anulado do Rubro-Negro. Depois de uma bela jogada do quarteto do Flamengo, Gerson empurrou para as redes e marcou, mas a arbitragem assinalou impedimento. A imagem mostra que o camisa 8 estava em posição normal. Vacilo do bandeira. Aos 13, Bruno Henrique e Diego acertaram a trave nos dois lados, em mais uma boa chegada do campeão brasileiro. Dois minutos depois, Breno derrubou Bruno Henrique dentro da área e o árbitro marcou penalidade máxima. Gabigol cobrou com categoria e abriu o placar. Foi o 16° gol de pênalti de Gabigol em 17 cobranças com a camisa vermelha e preta. Um aproveitamento impressionante de 94%.

Gabigol, correndo para o abraço (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
Gabigol, correndo para o abraço (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Aos 19, o Madureira teve boa jogada ofensiva. Silas chegou pela esquerda, cruzou para Nivaldo, que finalizou fraco para a defesa de Diego Alves. Aos 20 minutos, o Flamengo tinha 74% de posse de bola. O domínio logo iria se mostrar no placar. Aos 21, Filipe Luís chegou pela esquerda, cruzou para Gerson, que dominou e colocou a bola no cantinho de Lacerda para marcar o segundo. Belo gol do meio campista que está jogando o fino da bola. Foi o sétimo gol dele pelo Flamengo. Na sequência, Arrascaeta também arriscou, mas o camisa 1 do Madureira estava lá. Lacerda agiu bem mais duas vezes nas boas investidas do uruguaio. Aos 28, o terceiro do Flamengo. Na cobrança de escanteio, Rodrigo Caio chegou cabeceando, o goleiro adversário fez outra boa defesa, no rebote Gabigol chutou rasteiro e ampliou. O segundo gol do camisa 9 na partida, que agora é o artilheiro do clube no século XXI, com 73 gols em 105 jogos.

Arrascaeta ao deixar a sua marca (Foto: Alexandre Vidal/CRF)
Arrascaeta ao deixar a sua marca (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

Aos 31, o Madureira chegou de nono. Nivaldo recebeu na área, mas chutou em cima da marcação, a bola sobrou para Silas, que finalizou pra fora. No lance seguinte, Diego Alves fez ótima defesa no bom chute de Rodrigo Yuri de fora da área. O Madureira apesar de ser dominado, criou mais perigo do que o Bangu na rodada passada. Aos 44, Bruno Santos carregou a pelota pelo meio chegou próximo a área de Diego, mas concluiu pra fora. Aos 43, Gerson encontrou Isla pela direita, o chileno rolou na medida para Diego chegar finalizando e marcar o quarto dos visitantes. O chute ainda expirou na zaga. Foi o 42° gol do camisa 10 pelo clube. Sintonia muito boa do time de Rogério Ceni.

O início da segunda etapa, começou um pouco mais truncado. O Madureira voltou marcando mais forte. O Flamengo continuou pressionando a saída de bola do adversário. Por ser o segundo o jogo dos titulares na temporada, impressionou a intensidade de momento. Aos 12, o gol do Tricolor Suburbano. Após cobrança de escanteio, Luiz Paulo subiu sozinho na primeira trave e mandou pra dentro da cozinha. Os jogadores do Madureira nem comemoram, só quiseram dar reinicio de jogo. Aos 19, Gerson achou Arrascaeta, que cortou o defensor e emendou um belo chute no canto direito de Lacerda para anotar o quinto tento do Flamengo. Fez outra grande apresentação o camisa 14. O ritmo da partida diminuiu um pouco, até por já estar com o vencedor definido. Aos 33, A bola chegou na área e Rodrigo Muniz, que entrou no lugar de Everton Ribeiro, cabeceou bem, mas Lacerda agarrou.,

Arrascaeta se livrando da marcação (Foto: Alexandre Vidal/CRF)
Arrascaeta se livrando da marcação (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

No fim do jogo, alguns jogadores do Madureira chegaram mais forte e os atletas se desentenderam. Quatro amarelos e um vermelho nos minutos finais. Bruno Oliveira deu um carrinho em Bruno Henrique e foi para o chuveiro antes dos outros. Grande goleada Rubro-Negra. Venceu e convenceu. O time do treinador Alfredo Sampaio perdeu a invencibilidade.

Esse foi certamente o melhor jogo de Rogério Ceni no comando do atual bicampeão brasileiro. Domínio, marcação, intensidade e muitos gols. O oponente não é forte, nem parâmetro, mas deu pra tirar algumas conclusões. Essa é a forma ideal de jogo desse time. Atacando sempre, sem dar espaço ao adversário. Tem os jogadores certos para isso. Agora o Time de Ceni volta a campo no domingo contra o Palmeiras. A decisão da Super Copa do Brasil, será em Brasília, às 11h.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Curtir
Tags

Relacionadas


PUBLICIDADE