Logomarca Mobile YouYes

Notícias

Santa

Canonização de Irmã Dulce será transmitida ao vivo pela televisão

A TV Aparecida vai cobrir o processo de canonização da freira baiana no próximo dia 13

Pâmela Lima

2019-10-09 10:01:05


Irmã Dulce faleceu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos (Divulgação/TV Aparecida)

O rito de canonização da brasileira Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce, será transmitido ao vivo, direto do Vaticano, pela TV Aparecida. A cerimônia está marcada para o dia 13 de outubro e ocorrerá durante o sínodo da Amazônia, que reunirá 88 bispos e 100 sacerdotes. Com a canonização, Irmã Dulce se tornará a 37ª santa brasileira.

Assim como Santa Teresa de Calcutá, Irmã Dulce deixou um legado de amor ao próximo ao passar a vida religiosa atuando em obras assistenciais. Nascida em Salvador no dia 26 de maio de 1914, ela pertencia à Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus. Nos anos 50, a religiosa fundou a Associação Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), que fornece atendimentos ambulatoriais gratuitos para idosos, crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social.

Irmã Dulce faleceu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos, no Convento Santo Antônio, na capital baiana. Desde então, várias devotos da brasileira afirmaram que receberam graças sob a intercessão. Segundo o Vaticano, para a confirmação do milagre é preciso que a suposta graça obedeça a quatro critérios: ser preternatural (sem explicação científica), instantânea (acontecer imediatamente após a oração), duradoura e perfeita. O Vaticano analisou e confirmou três milagres atribuídos a Irmã Dulce. Um deles é de um homem que morava na Bahia e foi curado após ficar 14 anos sem enxergar.

Com informações da TV Aparecida e do portal Terra

Tags

Relacionadas