Notícias

Desempenho

Brasil registra queda de 17% na exportação de café para países árabes

O mercado árabe recebeu 1,68 milhões de sacas de 60 kg entre julho de 2019 e junho de 2020

Hellen Del Esposti

2020-07-18 23:24:30


Segundo o Cecafé, a pandemia do novo coronavírus não prejudicou o embarque dos grãos (Pixabay)

O Brasil destinou 17% a menos de café para os países árabes entre julho de 2019 e junho de 2020. O mercado árabe recebeu 1,68 milhões de sacas de 60 kg neste período, gerando receita cambial de US$ 188 milhões contra US$ 247 milhões acumulados na safra de 2019.

Segundo o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), a pandemia do novo coronavírus não prejudicou o embarque dos grãos. A diferença é que os funcionários envolvidos na cadeia produtiva atuam com normas sanitárias ainda mais rígidas. No total, o Brasil exportou 40 milhões de sacas de café, acrescentando as exportações de café verde, solúvel, torrado e moído. O número indica o segundo recorde histórico de exportações brasileiras de café para o mundo. O destaque foi o aumento de 22,7% nas exportações de café da variedade robusta, comparado ao ano-safra 2018/2019.

A receita cambial foi de US$ 5,1 bilhões. Já o preço médio foi de US$ 128,04. Entre outras variedades embarcadas no período, o café arábica representou 78,8% das exportações; o robusta (conilon), 11,1%; e o solúvel, 10%. O Brasil neste ano-safra exportou 6,8 milhões de sacas de cafés diferenciados, considerados de melhor qualidade. O volume representa 17% de participação no total embarcado e o Cecafé espera elevar a exportação deste tipo de produto.

Com informações da Agência de Notícias Brasil-Árabe

Tags

Relacionadas