Notícias

Exame

Bolsonaro diz é 'cedo' para decidir sobre adiamento do Enem

O Senado aprovou um projeto que adia a aplicação do Enem e de outros processos seletivos em casos de calamidade pública, como a pandemia

Pâmela Lima

2020-05-20 10:28:49


O presidente Jair Bolsonaro alegou a prova ainda é em novembro (Divulgação/Antônio Cruz/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse na manhã desta quarta-feira (20) que ainda não se decidiu sobre a manutenção do calendário do Enem 2020. Ao ser questionado por uma apoiadora sobre a data da prova, ele respondeu que ainda é cedo para determinar se o Ministério da Educação deve adiar o exame.

"Adiar para quando? Porque depois que adia não se sabe quando vai ser... Tem pedido da Câmara, do presidente da Câmara, tem parlamentar que quer adiar, outros não querem. Vamos esperar um pouco mais, é muito cedo. Estamos em maio e a prova será em novembro", opinou o presidente.

O Senado aprovou nesta terça-feira (19), por 75 votos a 1, o projeto de lei que adia a aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e de outros processos seletivos de acesso à educação superior quando houver casos de calamidade pública ou de comprometimento do funcionamento regular das instituições de ensino do país.

O projeto seguirá para apreciação do plenário da Câmara dos Deputados. Se aprovado, deve ser submetido à sanção do presidente Jair Bolsonaro. O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) defendeu no parecer do projeto que a prorrogação da data se mantenha até a conclusão do ano letivo no ensino médio. O estado de calamidade pública está previsto para terminar no dia 31 de dezembro deste ano. O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) votou contra a proposta.

Com informações do R7 e do UOL

Tags

Relacionadas