Mentoria

Black Friday: Magalu será canal de mídia para outras empresas

Além dos produtos comercializados pelo Magazine Luiza, a live Black das Blacks do Magalu terá pela primeira vez exibição de outros anunciantes parceiros

Jucielle Leal

Há 4 dias


Lu aparece em ações nas redes sociais exibindo imóveis da construtora MRV, empresa que não comercializa diretamente no ecossistema do Magalu (Foto: Divulgação/Magalu)
Lu aparece em ações nas redes sociais exibindo imóveis da construtora MRV, empresa que não comercializa diretamente no ecossistema do Magalu (Foto: Divulgação/Magalu)

Publicidade - O Magazine Luiza usará a Black Friday para se firmar como um veículo de mídia para outras empresas. Neste ano, a Black das Blacks, live-commerce que será apresentada na noite desta quinta-feira (25), nos canais digitais da marca e também no Multishow, apresentará ao público não só as ofertas dos diferentes produtos do Magalu, mas também de produtos e serviços de marcas que não estão disponíveis no site e aplicativo da loja. Pela primeira vez, a empresa exibirá anúncios de empresas parceiras.

Por conta de uma estratégia definida pelo Magalu Ads, que é a divisão de publicidade do Magalu, o live-commerce de Black Friday foi tratado como um canal de mídia, com a comercialização de espaços publicitários para empresas que quisessem aproveitar aquele momento para se aproximar de seu público-alvo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A live deste ano terá as presenças de MRV, Toyota e Itaú, marcas que adquiriram os espaços publicitários para anunciantes durante a Black das Blacks. A participação dos três anunciantes rompe um paradigma na empresa, de acordo com Leonardo Corrêa, gerente do Magalu Ads. 

O show da Black Friday, que já existe há alguns anos, sempre foi restrito às marcas que já vendem no ecossistema do Magalu. Com o tempo, fomos entendendo a grandiosidade do projeto e pensamos que não precisávamos restringir a participação dos anunciantes, e sim abrir espaço para as marcas que tem algum fit com o Magalu”, explicou o executivo.

A decisão de abrir espaço na live-commerce para a inserção de marcas anunciantes foi tomada em julho. Ali, a equipe do Magalu Ads começou a conversar com potenciais anunciantes, que tivessem abrangência nacional e interesse em se expor para a audiência da live. A construtora MRV, a Toyota e o Itaú (que apresentará na live o programa de pontos iupp) foram os parceiros do projeto. A MRV, inclusive, foi além da ação na live e também está apresentando suas ofertas imobiliárias nas redes sociais do marketplace, com participação da influenciadora digital Lu.

Mesmo que não vendamos apartamentos nem carros em nossa plataforma, sentimos que grandes empresas têm interesse em se conectar com nossa audiência, o que é algo muito satisfatório. Contamos com uma audiência de mais de 344 milhões de visitas ao mês, em todas as plataformas, e queremos que essa iniciativa seja uma porta aberta para que outras marcas tenham a possibilidade de direcionar sua estratégia para o Magalu”, disse Corrêa.

As três marcas terão ações de merchandising ao longo da Black das Blacks, que terá Anitta e Luciano Huck como apresentadores e direção de Boninho. Junto com os três parceiros comerciais estarão outros 14 anunciantes, cujos produtos são vendidos no app e site do Magalu, que também adquiriram espaços comerciais para aparecer na live-commerce. Isso representa, segundo o gerente do Magalu Ads, um aumento de 80% na arrecadação publicitária em comparação com a live da Black Friday de 2020.

Para o executivo, ver marcas interessadas em usar o Magalu como um veículo foi uma surpresa positiva. “Ver a disponibilidade e o interesse deles em anunciar conosco é muito bom porque isso parte do pressuposto da credibilidade que o Magalu construiu, com sua força de marca e valor de mercado”, acredita.

Essa iniciativa de comercialização de espaços publicitários na Black das Blacks tende a ser transposta para outras iniciativas do Magalu nos próximos meses. A partir do próximo ano, Corrêa conta que a divisão de publicidade criará outros formatos para que os anunciantes possam se exibir perante a audiência do marketplace. O objetivo da área, inclusive, é conseguir monetizar diferentes espaços publicitários nos ambientes do Magalu. Leonardo Corrêa conta, ainda, que até o momento, o Magalu Ads cresceu 275% em arrecadação na comparação com o ano de 2020.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Curtir
Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

PUBLICIDADE