Notícias

Mudança

Após dois meses, Regina Duarte deixa Secretaria de Cultura

O presidente Jair Bolsonaro transferiu a atriz para o comando da Cinemateca

Pâmela Lima

2020-05-20 18:11:12


Bolsonaro elogiou o desempenho da atriz (Divulgação/Isac Nóbrega/PR)

A atriz Regina Duarte confirmou nesta quarta-feira (20) que deixará o cargo de secretária especial de Cultura para assumir a chefia da Cinemateca Brasileira. Ela estava no comando da secretaria desde o dia 4 de março deste ano, quando substituiu o dramaturgo Roberto Alvim.

O presidente Jair Bolsonaro justificou a mudança na pasta em vídeo nas redes sociais. "Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias", explicou Bolsonaro ao lado da atriz.

Duarte agradeceu a compreensão e a oportunidade de assumir a Cinemateca. "Acabo de ganhar um presente que é um sonho de qualquer pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro: um convite para fazer cinemateca, que é um braço da cultura que funciona lá em São Paulo, e é um museu de toda a filmografia brasileiro, ficar ali, secretariando o governo dentro da cultura na cinemateca. Pode ter presente melhor do que esse? Obrigado, presidente", disse a ex-global.

Bolsonaro elogiou o desempenho da atriz e disse que ficará "chateado" por ela estar longe de Brasília. "Pode ter certeza de uma coisa, eu acho que você quer ajudar o Brasil e o que eu mais quero é o seu bem, pelo seu passado, por aquilo que você representa para todos nós. Ir para a cinemateca, do lado do teu apartamento ali em São Paulo, você vai ser feliz e produzir muito mais, eu fico muito feliz com isso. Chateado porque você se afasta do convívio nosso em Brasília", continuou o presidente.

Com informações do G1

Tags

Relacionadas