PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Notícias

Crise

Após 100 anos, Ford anuncia fechamento das fábricas no Brasil

A montadora passou por uma reestruturação global e decidiu focar a produção dos veículos na Argentina e no Uruguai

Pâmela Lima

11/01/2021 21h15


A Ford anunciou nesta segunda-feira (11) que irá desativar as três fábricas da montadora no Brasil: em Camaçari (BA), em Taubaté (SP) e  em Horizonte (CE). A decisão faz parte do processo de reestruturação global da empresa, que decidiu migrar a produção para Argentina e Uruguai. Atualmente, a Ford emprega 6.171 funcionários no Brasil.

A montadora, que ocupa a quinta posição em número de vendas, continuará no mercado brasileiro oferecendo modelos importados e dando assistência aos clientes. A fabricante pretende manter o campo de provas e a sede administrativa para a América do Sul em São Paulo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A montadora alega que a pandemia do novo coronavírus intensificou “anos de perdas significativas”. “Desde a crise econômica em 2013, a Ford América do Sul acumulou perdas significativas e que a matriz, nos Estados Unidos, tem auxiliado nas necessidades de caixa, o que não é mais sustentável”, explicou em documento obtido pela Rede Globo.

Além disso, informou que a redução nas vendas e desvalorização da moeda contribuíram para aumentar o custo de produção “além de níveis recuperáveis”. “Essa decisão foi tomada somente após perseguirmos intensamente parcerias e a venda de ativos. Não houve opções viáveis”, concluiu a carta endereçada aos revendedores.

“A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável. Estamos mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil, atendendo nossos consumidores com alguns dos produtos mais empolgantes do nosso portfólio global”, disse o presidente e CEO da Ford, Jim Farley.

No ano passado, a fabricante amargou uma queda de 39,2% nas vendas de automóveis em comparação com 2019. Os modelos Ka, EcoSport e Troller T4 saírão de linha e serão vendidos até acabar o estoque. Os lançamentos Transit, Ranger, Bronco e Mustang Mach1 no Brasil continuarão disponíveis no mercado brasileiro.

Governo

O Ministério da Economia lamentou por meio de nota o fechamento da montadora e defendeu a necessidade de melhorar o ambiente de negócios no país. O ministro Paulo Guedes, entretanto, disse que a decisão da Ford “destoa da forte recuperação observada na indústria brasileira”.

“A decisão da montadora destoa da forte recuperação observada na maioria dos setores da indústria no país, muitos já registrando resultados superiores ao período pré-crise. O ministério trabalha intensamente na redução do Custo Brasil com iniciativas que já promoveram avanços importantes. Isto reforça a necessidade de rápida implementação das medidas de melhoria do ambiente de negócios e de avançar nas reformas estruturais”, diz a nota.

Com informações do G1

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tags

Relacionadas


PUBLICIDADE